LUCIANO BASTOS

Bailarino, professor, coreógrafo especialista em tango argentino e gestor.

Com experiência artística internacional, já participou de grandes festivais como Hong Kong Arts Festival e o Mosaic Music festival em Singapura,Vancouver Tango Fest no Canadá, Choco Tango em Perugia e Trapani Tango Festival na Itália. Já lecionou  e performou em diversas cidades do mundo, dentre elas Kiev, Bologna, Roma, Vicenza, Veneza e Florença, Viena, Amsterdã e Seul.

Integrou como dançarino e coreógrafo, juntamente com Aurora Lubiz,  a companhia da orquestra “El Café de los Maestros”, que reuniu músicos ícones do tango e com a qual viajou por todo o Brasil, Argentina e em turnê pela pela China, Coréia do Sul e Singapura, espetáculo produzido por Gustavo Mozzi e Gustavo Santaolalla e que contou com a participação de grandes nomes do tango argentino como Leopoldo Federico, Osvaldo Requena, José Colângelo, Aníbal Arias, Mariano Mores e Horacio Salgán. Em São Paulo, na inauguração do Teatro Bradesco em outubro de 2009 compartilhou a palco com Marisa Monte e orquestra.

 

Protagonizou exibições com diversas orquestras de tango, dentre elas Sexteto Milonguero, Sexteto Unitango, Orquesta Típica El Afronte e Orquesta Color Tango, tanto no Brasil, como na Argentina e Europa.

IMG_8020.JPG
IMG_2774.JPG

De 2008 até 2014, foi bailarino e professor da equipe de Cruzeiros Temáticos “Tango e Milonga”, projeto da empresa Costa Cruzeiros que oferecia viagens por toda a costa sul do Brasil até a argentina.

 

Em 2012, participou de “Eva: un recorrido”, espetáculo produzido pela diretora, coreógrafa e bailarina Andrea Castelli e que ocorreu no Museu Evita em Buenos Aires. Montagem belíssima que celebrou 10 anos de existência do museu e, com performances artísticas em todas as suas salas, homenageou Eva Perón após 60 anos do seu falecimento.

 

Dirigiu e coreografou o espetáculo “Recuerdos de Bandoneón”, exibido no Teatro Municipal de Niterói no qual se viu uma mescla de tango, folclore argentino e capoeira em uma trama que visitava, através da lembrança de um bandoneón, instrumento que é a alma do tango, as histórias e paisagens que caracterizam o tango.

Em 2011 foi convidado pelo Governo da Cidade de Buenos Aires para dar aulas e fazer exibições no maior evento de tango do mundo, “Festival y Mundial de Tango”.

 

Formado como professor da Técnica de Alexander pelo professor Edmundo Dias, coordenador do CETA (Centro de Estudos da Técnica de Alexander).

Como gestor, é o fundador e diretor da Tangueria Luciano Bastos e da Malena Produções Artísticas Ltda, tendo organizado diversos workshops e seminários com grandes nomes do circuito tangueiro mundial como Aurora Lubiz, Aldana Sylveira e Diego Ortega, Jonathan Aguero, Jorge Firpo e Andrea Castelli.

Atualmente cursando uma pós-graduação em Gestão do Conhecimento e Inteligência Empresarial no Crie/Coppe/UFRJ, tem desenvolvido, a partir de suas experiências artísticas, o conceito de Design Centrado nas Relações, com o qual quer contribuir a levar os fundamentos da dança e da arte para ambientes empresariais, institucionais e corporativos. O objetivo principal é contribuir para a maior humanização destes espaços e também ajudar  na reconexão e valorização das pessoas, em desativar os mecanismos automáticos nas relações e acompanhar a esses agentes nesta jornada de reposicionamento do humano no centro de qualquer estrutura onde ele esteja inserido.

Posts em breve
Fique ligado...