Desenvolvido por Luciano Bastos, o MoViva – Dance com o agora! – é um mapa para a descoberta e vivência de um estado de atenção plena através da exploração do modo como nos movemos, um caminho para amplificar a capacidade de trazer presença para o corpo, consciência e prazer para o movimento. 

O MoViva é uma experiência em que percepção e movimento se encontram a partir da construção de um estado de calma, de sintonia empática e de um estar em ressonância com o agora.

Por meio de propostas de movimentos utilizados no tango, objetiva-se treinar o “músculo” da atenção para dar novo significado aos gestos e movimentos, já incorporados aos nossos sistemas de hábitos, que são os inimigos do estado de consciência plena e da qualidade da experiência de vida.

Para as aulas é recomendado:

- Tempo de qualidade de 1h30;

- Espaço reservado e silencioso onde você possa se deitar sobre o chão;

- Roupas confortáveis;

- Sapatos de tango.

Como o MoViva - Dance com o agora! nasceu?

No início da minha experiência como professor e bailarino, sempre busquei ensinar e executar os movimentos corretos e para isso eu treinava e repetia cada gesto 500 vezes. A condução das aulas ia na mesma direção, o importante era saber onde colocar o pé, como girar o corpo, como mover o braço.

 

Com o tempo, gradualmente passei a me aventurar por um outro domínio, sem dúvidas, movido por uma necessidade pessoal de descobrir os fios invisíveis que ligam as pessoas, os eventos, os sentimentos e as ideias, ver o que ainda não foi visto e descobrir o que está coberto. O fato é que essa aventura significou uma grande transformação em minha maneira de ver a dança e o ensino. Adentrar neste universo significou para mim, despertar um olhar curioso para o meu próprio movimento, para a relação entre pensamentos, emoções e gestos e, para o encontro com o outro.

 

O que descobri ao longo dos anos é que essa maneira de ensinar e pensar o movimento estava ajudando meus alunos a descobrir um lugar muito especial: o agora! Livres das ameaças e expectativas do futuro e sem os pesos do passado, cada um a sua maneira, estava se permitindo simplesmente estar presente, totalmente concentrado em suas tarefas, desfrutando não apenas de prazer, mas também sentindo-se plenamente preenchido de vida.

Luciano e Patricia-3698-2b.jpg

Plano de Aulas

78226763_3479917832024129_35455409135372
  • Módulo 1: Caminhadas e oitos

Dançar tango é caminhar! Todos os movimentos envolvem caminhadas em diferentes direções e com diferentes dinâmicas. Perceber o contato de nossos pés com o chão, o alinhamento dos nossos eixos, os motores de cada movimento, o peso do quadril. Uma bela caminhada precisa ter o mesmo impacto das primeiras notas de uma sinfonia, tem que dizer a que veio!

 

  • Módulo 2: Giros fechados e abertos

Além dos vários elementos técnicos presentes na realização dos giros, sua complexidade está na necessidade de encontro do equilíbrio entre autonomia e conexão.

 

  • Módulo 3: Musicalidade

A música inspira e expira! O ritmo, os contratempos, as síncopes e frases e paisagens musicais são elementos que ajudam os músicos a contar uma história. E nós, como dançarinos, precisamos estar sensíveis para escutá-la e, além de interpretá-la, acrescentar nossas próprias impressões e sentimentos. Cada um desses sons me toca em uma parte de minha história e a musicalidade é a expressão do que estamos sentindo naquele exato momento.

 

  • Módulo 4: Milonga

A milonga é um ritmo essencialmente mais alegre do que o tango como o conhecemos. Mas nem sempre foi assim... Não havia diferença entre os primeiros tangos e a milonga. Uma dança muito intuitiva e “juguetona”, “al piso” com os seus “traspiés” e suas quebradas, a milonga exige uma completa atenção aos movimentos do seu par e um permitir-se ser mais sensação e menos razão.

 

  • Módulo 5: Sacadas

Sincronia, associações e dissociações são alguns dos elementos que trabalharemos neste módulo. As sacadas são parte indispensável do tango e um dos movimentos mais característicos. Neste módulo estudaremos como melhor posicionar nossos corpos, como utilizar o chão para gerar deslocamentos e combiná-los com as torções de tronco.

  • Módulo 6: Boleos

Boleos ou Voleos? A verdade é que não importa muito se é um ou outro. O que sim faz muito diferença é: Estamos no eixo? A perna livre está relaxada? Sua coluna está se movendo? Vamos aprimorar a percepção desses movimentos e encontrar mais naturalidade.

 

  • Módulo 7: Tango Vals

Compasso ternário, movimentos contínuos e circulares são alguns dos detalhes que caracterizam o tango vals. Para dançá-lo é necessário conhecer essas nuances e estar atento à música.

 

  • Módulo 8: Arrastes / Varridas

Com movimentos similares para condutores e conduzidos, as varridas trazem com elas o gostinho do tango tradicional. Força na perna de base, relaxamento da perna livre e eixo serão alguns dos elementos trabalhados neste módulo.

  • Módulo 9: Ganchos

Neste módulo estudaremos um dos elementos mais tradicionais e impressionantes das coreografias de tango, os ganchos. A articulação coxofemoral se seus movimentos de rotação além de estudarmos a organização corporal na realização desses gestos.

 

  • Módulo 10: Combinações

“Saco vazio não para em pé”, já diz o ditado popular. Para improvisar e combinar passos precisamos de um repertório, ou seja, quanto mais conhecimento, mais fácil se lançar no desconhecido. É importante também entender as premissas do “jogo”. Vamos lá?

 

  • Módulo 11: Dinâmicas

“O correr da vida embrulha tudo; a vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem.” Quem disse isso foi o personagem Riobaldo do romance “O Grande Serão Veredas” de Guimarães Rosa. Dançar com dinâmicas é isso, afrouxar e apertar, sossegar e se desinquietar.

 

  • Módulo 12: Colgadas e Volcadas

Alguns dizem que eles são movimentos de um tango mais moderno, um tango novo. Mas na verdade, desde sempre fizeram parte do repertório de passos do tango. Para executá-los com o mínimo de esforço e naturalidade é preciso um trabalho detalhado sobre o funcionamento da cintura escapular, da cintura pélvica, percepção dos pontos de apoio e do alinhamento do corpo. Estes serão alguns dos temas estudados neste módulo.

Duração:

48 horas de aulas online e ao vivo

 

Periodicidade:

Aulas semanais de 1h30

INSCREVA-SE

Em breve estarão abertas as inscrições para a próxima turma.

Se fez sentido para você, não fique de fora! Preencha o formulário abaixo para receber as informações de datas, valores e ofertas em primeira mão.

Receba informações em primeira mão:
arrow&v

Parabéns pela decisão! O manteremos informado!